Sobe para 40 mil o número de refugiados desalojados em Gaza por causa da chuva

17 de dezembro de 2013

Jerusalém, 16 de dezembro de 2013

Subiu para 40 mil o número de refugiados desalojados em Gaza por causa das enchentes, alertou nesta segunda-feira (16) a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA).

A tempestade de inverno Alexa, a mais forte tormenta a atingir Gaza e Cisjordânia nos últimos 100 anos, transbordou os esgotos e teve seu efeito agravado pela crise de falta de combustível que deixa a região sem eletricidade por até 21 horas por dia.

Na Cisjordânia, os refugiados enfrentam frio congelante. Para as comunidades beduínas, que já haviam tido suas casas demolidas um dia antes da tempestade, a morte é iminente.

Apesar dessa situação perigosa, funcionários da UNRWA em Gaza estão trabalhando dia e noite, levando as famílias para um abrigo seguro nos prédios da agência.

Estão sendo distribuídos milhares de cobertores, botijões de gás, colchões, kits de higiene e de limpeza, além de alimentos para os refugiados mais vulneráveis na Cisjordânia e em Gaza.

A UNRWA apela mais uma vez pelo fim do bloqueio a Gaza. “Qualquer comunidade lutaria para se recuperar de um desastre como este, mas para uma comunidade que tem sido submetida à punição coletiva da restrição de movimento de pessoas e mercadorias, as perspectivas de recuperação são mínimas”, avalia a agência.

Saiba como doar aqui