Campanha de inverno: #dêabrigo aos refugiados da Palestina

18 de dezembro de 2013

Jerusalém, 17 de dezembro de 2013

Com o fim de 2013, não podemos negar que este foi um ano extremamente difícil para os refugiados da Palestina. Não há uma área de operação da UNRWA que não esteja passando por dificuldades. Isso significa que neste inverno, no Oriente Médio, será ainda mais difícil do que o normal para os refugiados da Palestina mandarem seus filhos às escolas, colocar comida à mesa, ir às consultas médicas ou mesmo simplesmente pensar em como será o dia seguinte.

Na Cisjordânia, 60 % da Área C fica sob o controle total de Israel. E refugiados da Palestina e comunidades beduínas estão encarando um difícil inverno. O acesso a serviços básicos como escolas e tratamento de água é extremamente limitado. Suas casas e comunidades, rudimentares e insuficientes como já são, constantemente recebem ordens de demolição ou são ameaçadas por colonos Israelenses. Viver sob constante ameaça de mais desalojamento trouxe um severo estresse psicológico a essas comunidades.

A situação em Gaza já vem se deteriorando há muito tempo, por conta dos muitos anos de conflito e bloqueio. Em 1º de novembro, a planta de energia de Gaza teve que ser desligada,portanto neste inverno, os moradores da região estão sofrendo com os cortes de energia que duram até 16 horas por dia. Casas, pequenos negócios, escolas e hospitais, até mesmo prédios públicos estão sendo afetados, fazendo com que os serviços prestados pela UNRWA de distribuição de alimentos e remédios, sejam ainda mais importante.

Agora já com quase três anos, o conflito na Síria se tornou um dos maiores desafios que a UNRWA já teve nos últimos 60 anos. Dos mais de meio milhão de refugiados da Palestina na Síria, 80 % precisa de assistência humanitária emergencial. Mais da metade saiu de suas casas. Os que permanecem no país se alojam em abrigos coletivos ou em áreas seguras, e milhares fugiram para o Líbano e Jordânia. O êxodo dessa população a expõe a mais a maiores dificuldades, em ambientes desconhecidos, onde os serviços de assistência disponibilizados já estão praticamente esgotados.

Em todas essas regiões, a UNRWA trabalhou nos últimos anos para fornecer serviços de educação, tratamento de saúde, ajuda humanitária e assistência emergencial. Neste inverno, é ainda mais importante que continuemos com esses serviços. Ajude-nos.#dêabrigo para fazer com que a passagem por esta estação do ano tenha um pouco mais de calor humano.

Neste inverno, os refugiados da Palestina estão com frio e enfrentando uma grave crise. Com o apoio de pessoas como você esperamos arrecadar USD 50 mil para comprarmos cobertores, combustíveis para aquecedores, roupas quentes para os refugiados mais vulneráveis.

#dêabrigo a quem precisa.

Saiba como doar aqui