Síria: mais de metade dos centros de saúde da UNRWA para os refugiados da Palestina foram destruídos.

22 de maio de 2014

Síria, 20 de Maio de 2014

A UNRWA informou, esta terça-feira (20) que mais de metade de seus centros de saúde na Síria – de um total de 23 – foram destruídos ou não se encontram em condições de funcionar. Ainda assim, o diretor de saúde da UNRWA, Akihiro Seita, afirmou que “tem sido um grande desafio, mas temos sido capazes de responder a esta situação devastadora”.

Seita explicou que com o estabelecimento de oito pontos de saúde em Damasco e dois em Aleppo, “conseguimos continuar com as tão necessárias consultas”.

Apesar de todos os problemas enfrentados pelos refugiados da Palestina a expectativa de vida está crescendo, mas o envelhecimento da população está sofrendo de estilos de vida sedentários e da pandemia global de doenças não transmissíveis (DNT), afirma o relatório anual da UNRWA.

Fonte: ONU Brasil