Cerca de 300 mil pessoas estão abrigadas em escolas da UNRWA: precisamos da sua ajuda

5 de setembro de 2014
UNRWA

Foto: UNRWA

Existem hoje cerca de 300 mil pessoas aglomeradas em 85 escolas da UNRWA. Esse número nunca havia sido visto na história de Gaza. Muitos dos bombardeios aéreos foram concentrados no oeste de Gaza, justamente na localização de todos os abrigos de emergência da UNRWA e a maior parte da população civil. Com a Faixa de Gaza efetivamente fechada para o mundo e com o lado oriental severamente danificado e repleto de materiais explosivos não detonados, as pessoas não têm para onde ir.

A crescente escalada da crise significa que mais civis estão contando com a UNRWA para obter ajuda. A Agência faz apelo total de 295.400 milhões de dólares para apoiar até 500 mil pessoas deslocadas, incluindo mais de 300 mil que estão abrigadas em escolas da Agência.

Os níveis extremos de violência causaram profundo medo na população de Gaza, particularmente nas crianças. O Ministério da Saúde estima que mil crianças das 3 mil que foram feridas durante o conflito vão sofrer de alguma deficiência ao longo da vida.

Outra prioridade é em relação as atividades de educação. Foi impossível começar o ano letivo de 2014/2015, devido à utilização de escolas da UNRWA como abrigos e do ambiente geral de medo e instabilidade em Gaza. Levará tempo e recursos para ter novamente um ambiente de educação formal. Entretanto, a UNRWA está implementando métodos de ensino alternativos usando novas tecnologias: o canal de televisão por satélite da UNRWA e matérias de autoaprendizagem.

Os recursos do apelo emergencial também vão permitir que a UNRWA comece já a agir pela recuperação. Estimativas mostram que mais de 20 mil casas se tornaram inabitáveis. As tubulações de água e saneamento básico foram danificadas, com pelo menos 40% da rede de abastecimento de água inutilizável a partir de 22 de agosto. Com a retomada da violência, mais danos são esperados.

A UNRWA está profundamente grata aos países e parceiros que prometeram cerca de 150 milhões de dólares até o momento, e para aqueles que contribuíram com doações em espécie. Este apoio existente representa cerca de 50% das necessidades da Agência nesse apelo.

O comissário-geral da UNRWA, Pierre Krähenbühl, disse: “O retorno da violência generalizada após o recente colapso das negociações do cessar-fogo é uma tragédia enorme para os civis em Gaza. Durante a semana, quando as crianças deveriam ter começado seu novo ano letivo, em vez disso estão enfrentando insegurança, medo e sofrimento. Para piorar a situação, a extensa destruição causada pelo conflito significa que muitos palestinos não têm casa para voltar. Muitos vão enfrentar um inverno rigoroso em abrigos de emergência. Apelamos à comunidade internacional para nos ajudar a garantir que todas as famílias afetadas recebam o apoio necessário e as condições de vida digna no meio dessa tragédia causada por este conflito.”