“Investir no Futuro”, primeira conferência sobre a proteção das crianças refugiadas no Oriente Médio e no Norte da África

21 de outubro de 2014
UNRWA

UNRWA

A vice-comissária-geral da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), Margot Ellis, destacou na última sexta-feira (17) a terrível situação das crianças refugiadas palestinas. “Já vulneráveis ​​como refugiadas, a ocupação e o conflito privam cada vez mais a juventude palestina dos direitos básicos e de proteção”, disse Ellis.

A representante da UNRWA discursou no painel de alto nível “Investir no Futuro”, primeira conferência sobre a proteção das crianças refugiadas no Oriente Médio e no Norte da África, realizada em Sharjah nos Emirados Árabes Unidos. O evento foi co-organizado pelo membro do Conselho Supremo e Soberano de Sharjah, o xeique Sultan Bin Mohammed Al Qasimi e o alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Antonio Guterres. O evento também contou com a presença da rainha Rania da Jordânia e Nabil al-Araby da Liga Árabe.

Citando os 65 anos de experiência da UNRWA em contribuir para a proteção dos refugiados palestinos, a vice-comissária explicou que o foco da agência na manutenção da estabilidade da família através de serviços regulares – como educação e saúde – é fundamental para o bem-estar e proteção das crianças, especialmente durante o conflito. Apesar dos enormes desafios impostos pelas hostilidades, a UNRWA foi capaz em grande parte de manter os serviços de educação em todas as zonas devastadas pelas guerras na Síria e na Faixa de Gaza ao utilizar materiais de ensino à distância inovadores e programas de televisão via satélite para as crianças que não podem chegar às escolas.

Garantir que a juventude tenha espaço para definir suas próprias vidas é uma maneira poderosa de promover a proteção, disse Ellis. “Suas vozes e visões transcendem agendas políticas, silenciando a violência sem sentido e a destruição”, afirmou. O novo projeto da UNRWA “Minha Voz Minha Escola” para crianças envolvidas nos conflitos na Síria, Líbano e Jordânia e com seus pares no Reino Unido, ajuda os alunos a entenderem o impacto que suas opiniões podem ter sobre suas próprias vidas.

A conferência “Investir no Futuro” teve como objetivo aumentar a conscientização sobre o estado agudo de questões de proteção à criança no Oriente Médio e Norte da África e buscar soluções práticas para esses problemas.

Clique aqui para ler o discurso completo da vice-comissária-geral.