Alunos de escolas da UNRWA para refugiados na Palestina obtêm resultados acima da média internacional

17 de novembro de 2014
UNRWA

UNRWA

Os alunos das escolas para refugiados da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) na Cisjordânia, em Gaza e na Jordânia vêm atingindo resultados acima da média das avaliações internacionais, apesar das circunstâncias desafiadoras que estão vivendo, de acordo com o relatório do Banco Mundial desta quinta-feira (13).

O documento, ‘Aprendendo em Face à Adversidade: O Programa de Educação da UNRWA para os Refugiados da Palestina‘, ressalta a importância de uma abordagem resiliente para o aprendizado e a adaptação a contextos de alto risco. Para isso, devem ser incluídas eficazes práticas de sala de aula pelos professores, forte liderança escolar, avaliações e responsabilidade compartilhada.

A UNRWA gerencia cerca de 700 escolas e educa mais de 500 mil estudantes refugiados por ano na região. Os educadores são preparados para buscar altos níveis de rendimento escolar e o tempo investido em atividades escolares pode ser comparado a sistemas educacionais de sucesso em países desenvolvidos.

O Banco Mundial afirmou ainda que as conclusões do relatório estão de acordo com a compreensão de resiliência como um processo em contextos de adversidades, e não como apenas um resultado em si. Com isso, os alunos recebem o apoio necessário para lidar com as dificuldades de seu ambiente diário.