Chefe da ONU cria comissão independente para investigar incidentes reportados no conflito em Gaza

11 de novembro de 2014
Criança passeia por bairro destruído em Gaza. Foto: UNRWA

Criança passeia por bairro destruído em Gaza. Foto: UNRWA

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou nesta segunda-feira (10) a formação de uma comissão de inquérito interno destinada a rever “alguns incidentes” reportados nas instalações das Nações Unidas na Faixa de Gaza durante o recente conflito entre facções palestinas e o Estado de Israel.

Durante sua visita no mês passado ao enclave devastado pela guerra, o secretário-geral pediu uma investigação completa sobre os incidentes em que instalações da ONU – incluindo escolas administradas pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) – foram alvos de ataques resultando na morte de civis inocentes e membros da equipe da ONU.

Além disso, o secretário-geral acrescentou: o conselho também vai “revisar e investigar os incidentes em que as armas foram encontradas nas instalações das Nações Unidas”.
Ao relatar sua visita a Faixa de Gaza, Ban Ki-moon expressou horror ao ver a extensão da destruição, afirmando que “nada poderia ter me preparado para o que eu testemunhei”.
A comissão responsável pelo inquérito será liderada por Patrick Cammaert da Holanda com participação de Maria Vicien-Milburn, da Argentina, Lee O’Brien, dos Estados Unidos, Pierre Lemelin, do Canadá, e KC Reddy, da Índia.