Líbano: Cruz Vermelha e UNRWA darão assistência a refugiados da Palestina durante o inverno

20 de novembro de 2014
Menino refugiado sírio no assentamento informal de Faida, no Vale Bekaa, no Líbano. Foto: UNICEF/Dar Al Mussawir

Menino refugiado sírio no assentamento informal de Faida, no Vale Bekaa, no Líbano. Foto: UNICEF/Dar Al Mussawir

Refugiados da Palestina que chegam ao Líbano vindos da Síria enfrentam um inverno de condições rigorosas no norte do Vale de Bekaa. Famílias inteiras têm pouco ou nenhum meio de sobrevivência.

Nesta quarta-feira (19), o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) assinaram um acordo que assegura a assistência do CICV aos refugiados da Palestina nas áreas mais frias do Líbano. Este é o primeiro acordo deste tipo entre as duas organizações.

“Cerca de 2 mil famílias palestinas vivem em condições muito extremas, muitas vezes em abrigos inacabados e sem isolamento”, explica o chefe da delegação do CICV no Líbano, Fabrizzio Carboni.

“O acesso limitado aos serviços públicos e ao mercado de trabalho torna esses refugiados altamente dependentes das comunidades de apoio e de acolhimento. O CICV decidiu entrar em um acordo excepcional com a UNRWA, assegurando assistência necessária para esses refugiados vulneráveis na região de Bekaa e áreas superiores a 500 metros acima do nível do mar.”

O diretor interino da UNRWA no Líbano, Heli Uusikylä, saudou a cooperação entre as duas organizações e destacou a importância deste acordo, que irá garantir que os refugiados da Palestina vindos da Síria recebam assistência durante os próximos meses de inverno.

A assistência será fornecida na forma de dinheiro, que será usado principalmente na compra de combustível para o aquecimento. Outra parte será livre para que os refugiados possam investir de acordo com as suas prioridades. O dinheiro será fornecido através de cartões UNRWA ATM, válidos por um período de cinco meses.