ONU condena veementemente ataque a sinagoga em Jerusalém Ocidental

19 de novembro de 2014
Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Paulo Filgueiras

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Paulo Filgueiras

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou com vigor o ataque desta terça-feira (18) em uma sinagoga em Jerusalém Ocidental. O atentando tirou a vida de quatro pessoas e feriu várias outras. Ban convocou as lideranças políticas de ambos os lados a resolver a situação “muito tensa” na região.

Em uma declaração por meio de seu porta-voz, Ban observou que além do incidente “condenável” de hoje, confrontos entre jovens palestinos e as forças de segurança israelenses continuam diariamente em muitas partes da Jerusalém Oriental e na Cisjordânia.

“A situação cada vez mais grave na região só reforça a necessidade de diálogo entre ambos líderes para que as decisões difíceis sejam tomadas e garantam estabilidade e segurança a longo prazo para israelenses e palestinos”, disse o secretário-geral.

Outras seis pessoas – incluindo cinco israelenses e um equatoriano – foram mortos no mês passado em ataques de diversos tipos. Ao menos três palestinos foram mortos após a relação das forças de segurança israelenses.