‘Processo de paz está por um fio’, ONU alerta nas vésperas de Dia de Solidariedade com Povo Palestino

26 de novembro de 2014
Foto: Flickr/Rusty Stewart (Creative Commons)

Foto: Flickr/Rusty Stewart (Creative Commons)

Funcionários das Nações Unidas prestaram sua solidariedade com o povo da Palestina nesta segunda-feira (24), ao pedir a israelenses e palestinos para cessar os atos de violência, superar suas diferenças e retomar as negociações de paz dentro de um quadro claro que possibilite a resolução do conflito que já dura décadas.

“Lamentavelmente, o caminho para uma paz duradoura permanece incerto”, disse o presidente da Assembleia Geral, Sam Kutesa, durante uma reunião extraordinária do Comitê para o Exercício dos Direitos Inalienáveis do Povo Palestino. O evento foi realizado na sede da ONU em Nova York para marcar o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino no próximo dia 29.

“O processo de paz e o movimento de aproximação entre Israel e Palestina parece estar por um fio. A falta de progresso e a tensão renovada requer atenção”, acrescentou Sam Kutesa.

A sessão especial antecede a comemoração do Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino, celebrado anualmente no dia 29 de novembro. O dia marca a data de 1947, quando a Assembleia Geral aprovou a resolução 181 que dividiu a Palestina em dois Estados, um judeu e outro árabe.

“Em relação aos recentes incidentes violentos que levaram a mortes de civis, condeno firmemente todos os atos de violência contra civis e ataques contra locais religiosos,” declarou Kutesa. “Peço a todas as partes que observem com calma e moderação, se abstendo de ações provocativas e incitamentos. Todos os atos de violência devem cessar”, acrescentou.

Na ocasião, o presidente da Assembleia também relembrou a situação humanitária crítica em Gaza e os altos índices de pobreza e desemprego, pedindo o fim do bloqueio. Mais de 5 milhões de refugiados da Palestina contam com o auxílio vital da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA).

“Ao lembrarmos do Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino, convido os Estados-Membros, o sistema das Nações Unidas e todas as partes interessadas para reforçar o apoio valioso de assistência ao povo palestino para garantir a plena realização dos seus direitos inalienáveis e do estabelecimento de uma paz duradoura na região”, disse Kutesa.