A visão refrescante de crianças jogando futebol em meio aos tempos difíceis traz a esperança para comunidade beduína

5 de novembro de 2014
UNRWA

UNRWA

O líder do partido trabalhista britânico, Edward Miliband, visitou a comunidade de refugiados beduínos da Palestina de Khan al Ahmar, em abril deste ano. Durante sua visita, conversou com representantes da comunidade e até jogou bola com os meninos do time local de futebol.

De volta ao Reino Unido, Edward encorajou a associação de futebol Inglês “Premiere League” a doar 22 kits da associação, e mandou esses presentes – através da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) – para a equipe de futebol de Khan al Ahmar.

Os meninos do time de futebol demonstraram sua felicidade ao receber os presentes em um pequeno evento organizado pela UNRWA no dia 27 de outubro. Mohammed de 8 anos disse: “Eu me lembro de Miliband. Ele jogou futebol com a gente. É bom saber que ele lembrou de nós também.Tenho certeza que jogar futebol vai ser diferente agora que estamos usando essas roupas esportivas de verdade,” completou sorrindo e orgulhoso em seu novo uniforme de futebol.

O diretor de operações da UNRWA na Cisjordânia, Felipe Sanchez, expressou sua gratidão ao líder do partido, Edward Miliband, por seu apoio nas comunidades de refugiados beduínos da Palestina e sua influência sobre a votação simbólica do Parlamento britânico em favor do reconhecimento do Estado da Palestina em 13 de outubro deste ano.

Na cerimônia realizada para a entrega dos presentes, Sanchez disse:”Nós sabemos que estes são tempos difíceis para os beduínos. Mas saibam que vocês não estão sozinhos. Nós – UNRWA – e muitos outros parceiros nacionais e internacionais estão trabalhando duro para garantir que sua voz seja ouvida.” Sanchez também agradeceu o programa de saúde mental comunitária da UNRWA por seu apoio às comunidades beduínas.

Os presentes foram um ponto positivo e raro para a comunidade de refugiados beduínos de Khan al Ahmar, que vivem na periferia de Jerusalém. Todas as estruturas da comunidade, incluindo a escola, estão programadas para a demolição pelas autoridades israelenses. A comunidade faz parte das 46 comunidades beduínas que serão transferidas para um município israelense planejado perto de Nweima, no Vale do Jordão.

A visão refrescante de crianças jogando futebol em meio aos tempos difíceis traz a esperança de que embora as casas possam ser demolidas, os espíritos permanecerão.