Comissário-geral da UNRWA realiza missão urgente para Yarmouk

13 de abril de 2015
O comissário-geral da UNRWA, Pierre Krähenbühl, pretende aprender com as experiências das pessoas afetadas pela crise em Yarmouk. Foto: UNRWA/Taghrid Mohamed
Foto: UNRWA/Taghrid Mohamed

O comissário-geral da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), Pierre Krähenbühl, viajou em missão urgente à Síria no último sábado (11).

A visita foi motivada pela crescente preocupação da agência com a proteção e a segurança de cerca de 18 mil civis sírios e palestinos que vivem no campo de refugiados de Yarmouk, incluindo 3.500 crianças, já que o local permanece sob o controle de grupos armados e a vida de civis continua sendo ameaçada pelos efeitos dos conflitos armados na região.

Os objetivos da visita do comissário-geral são:

  • Obter uma visão mais próxima da evolução da situação em Yarmouk e aprender com as experiências dos indivíduos afetados pela crise;
  •  Trocar opiniões e consultar as perspectivas do Governo da Síria em relação às abordagens pacíficas para conter as consequências humanitárias da situação em Yarmouk;
  • Dialogar com o enviado especial adjunto da ONU para a região sobre as abordagens não estatais que possam garantir a ajuda humanitária aos civis;
  • Consultar o enviado especial adjunto e outros funcionários das Nações Unidas sobre o papel da ONU, principalmente em relação à ação humanitária viável para ajudar os civis em Yarmouk;
  • Reconhecer e incentivar o trabalho dos funcionários da UNRWA e de parceiros de outras agências da ONU na Síria.

Para atingir estes objetivos, o comissário-geral da UNRWA se reuniu com do governo sírio e funcionários da ONU e da UNRWA. Ele também visitou as pessoas deslocadas que estão atualmente acomodadas em uma escola do governo em Tadamoun.