Alunos da UNRWA desenvolvem unidades de aquecimento de água por energia solar para beneficiarem famílias internamente deslocadas

28 de setembro de 2015

Quatro refugiados da Palestina entre 16 e 18 anos, alunos do Centro de Treinamento da UNRWA em Gaza (GTC), desenvolveram três amostras de unidades de aquecimento por energia solar que em breve proverão soluções seguras, ecologicamente corretas e de custo acessível para as famílias de palestinos internamente deslocados (IDP) que ainda vivem em abrigos improvisados devido à destruição de suas casas no conflito de 2014.

Organizações humanitárias internacionais, como a Action Contre La Faim (ACF) e a Mercy Corps se aproximaram do GTC para analisar a possibilidade de desenvolver um sistema de aquecimento de água por energia solar que possa ser facilmente usado em pequenos banheiros móveis para os deslocados internos. A equipe do GTC, então, desenvolveu três amostras destas unidades com base em um modelo de um forno solar que tinham fabricado anteriormente.

“A experiência que os alunos e os treinadores acumularam durante o treinamento para manutenção de sistemas de aquecimento nos encorajou a aceitar este desafio”, conta o diretor do GTC, Jamil Hamadd. “É notável como nossos alunos foram capazes criar com sucesso não apenas um, mas três modelos diferentes, economicamente acessíveis e eficazes das unidades de aquecimento de água por energia solar solicitadas.”

Após completarem as unidades, uma delegação de representantes da ACF e da Mercy Corps inspecionaram as três amostras e compraram duas delas para serem reproduzidas no mercado local e instaladas nos banheiros móveis para os deslocados internos na cidade de Gaza e em Khan Younis, no sul de Gaza.

“Nós ficamos muito orgulhosos em ter elaborado este sistema único de aquecimento de água por energia solar que não existia em Gaza”, explica Izedden Nijim, um dos estudantes que participou do desenvolvimento das unidades de aquecimento. “Esta experiência nos ajudou a superar nosso medo de falhar e nos encorajou a sermos inovadores e criativos. Agora nós estamos pensando em começar o nosso próprio projeto de produção de unidades de aquecimento de água por energia solar”.

“Nós temos muito interesse em manter relações com as diferentes organizações que trabalham na Faixa de Gaza, especialmente aquelas que fornecem ajuda humanitária para as pessoas mais vulneráveis”, conta Hamadd. Estes exercícios são muito importantes para nós e proporcionam uma oportunidade para nossos alunos mostrarem suas experiências e o que eles são capazes de fazer, além de apoiar o mercado local”.