UNRWA desenvolve software de ponta para avaliação de pobreza

14 de outubro de 2015

Em 31 de maio de 2015, a UNRWA reiniciou suas visitas domiciliares de avaliação de pobreza em Gaza depois de uma interrupção de um ano, durante a qual a Agência se engajou em esforços intensivos para melhorar a qualidade, equidade e rapidez do processo, que serve para determinar a elegibilidade para assistência alimentícia e outros serviços direcionados à pobreza. Dentro do processo de reforma do seu Sistema de Avaliação da Pobreza (PAS, na sigla em inglês) em Gaza, a Agência desenvolveu um software para tablets que pode ser considerado a próxima geração da tecnologia de pesquisa em todo o mundo.

Famílias que esperam há muito tempo – algumas há mais de um ano – para serem registradas para receber assistência alimentícia podem agora ser entrevistadas e esperar um resultado rápido, o que significa que aqueles que se qualificarem vão começar a receber suas porções de comida já no próximo trimestre. Isto se tornou possível através do software de pesquisa que permite a UNRWA acessar o status econômico de mais de um milhão de refugiados da Palestina, incluindo os 876 mil beneficiados e novos candidatos, de uma maneira mais ágil e precisa. O Sistema de Avaliação de Pobreza é personalizado para o contexto de Gaza e é projetado para avaliar grandes famílias e criar perfis domiciliares com até 35 membros com características diversas. O software orienta os assistentes sociais durante o processo, certificando-se de que nenhuma pergunta fique sem resposta e verificando a consistência das respostas para garantir a qualidade e a precisão da avaliação. Uma vez que o sistema é agora integrado – o que significa que informações de avaliações anteriores são salvas e estão disponíveis no tablet – a avaliação se tornou muito mais rápida e fácil para os assistentes sociais no campo, que fazem visitas domiciliares a cada família entrevistada.

Para este projeto, foi formada uma parceria trilateral entre programadores da UNRWA, membros da empresa social apoiada pela UNRWA Gaza Gateway e a empresa Harvest You Data, uma empresa comercial da Nova Zelândia.

“Durante os últimos dois meses do projeto, eu trabalhei dia e noite. Eu vinha para casa depois do serviço, passava algum tempo com meus filhos e continuava a trabalhar até as quatro da manhã para poder conversar com a companhia parceira na Nova Zelândia”, lembra a gerente de 31 anos da Gaza Gateway, Rasha Abu Safieh, que é graduada em Tecnologia da Informação (TI) pela Universidade Islâmica em Gaza e tem experiência em TI nos setores privado, humanitário e acadêmico.

“O PAS mostrou quão bem uma parceria público-privada pode funcionar. Além disso, provou quão talentosos são os desenvolvedores de Gaza,” explicou sua colega Mustafa Abu Tahoum, gerente do Centro de Serviço de TI da UNRWA em Gaza.

O talento de desenvolvedores de Gaza também foi reconhecido por Steve Cohn, o chefe da empresa Harvest Your Data, que disse estar envolvido com desenvolvimento de software há 30 anos e ter ficado impressionado com como o time da UNRWA “precisou de pouca ajuda.” A Harvest Your Data trabalhou com taxas concessionais para o desenvolvimento do software PAS. “Quando eu entendi os requerimentos do trabalho e a situação do povo de Gaza, eu quis contribuir, mesmo que com pouco,” explicou Steve.

“A tecnologia é o portal de acesso para todo conhecimento e pode levar a verdadeiras mudanças,” diz Rasha. “Com o software PAS, nós desenvolvemos a segunda geração da tecnologia de pesquisa, que pode beneficiar todo o mundo. É uma grande conquista fazer parte desse processo.”