Mulheres diplomadas comemoram seu sucesso com o apoio da Iniciativa de Gênero da UNRWA

21 de outubro de 2015

Asma Dweik é uma das 336 jovens mulheres diplomadas que celebraram seu sucesso na Cerimônia de Graduação do Programa de Liderança das Mulheres Jovens, que aconteceu no dia 8 de outubro na cidade de Gaza. Foto: Khalil Adwan / UNRWA 2015

A forte chuva que caía em Gaza na manhã do dia 8 de outubro não impediu que as 336 jovens mulheres diplomadas participassem da cerimônia de graduação do Programa de Liderança das Mulheres Jovens (YWLP), no Centro Rashad Al Shawwa, na cidade de Gaza.

O YWLP foi implementado pela Iniciativa de Gênero das UNRWA em parceria com as organizações de base comunitária (CBOs) na Faixa de Gaza. O programa almeja melhorar as habilidades das mulheres em gestão, administração, direitos humanos, inglês ou técnicas de entrevista. Após o treinamento, as alunas têm a oportunidade de aplicarem suas habilidades em um treinamento prático de três meses em uma das organizações parceiras da Iniciativa de Gênero.

“O Programa de Liderança das Mulheres Jovens foi abrangente e incluiu um treinamento muito importante. Ele ajuda recém-graduadas como eu a melhorarem nossas chances no mercado de trabalho. Sem essas habilidades, nós somos incapazes de competir contra os milhares de licenciados à procura de emprego em Gaza”, comentou a jovem de 24 anos, Asma Dweik, que se juntou à YWLP para complementar seu conhecimento teórico com experiência prática em comunicação, adquirindo habilidades para a vida.

Devido às restrições impostas pelo bloqueio israelense e às graves restrições em relação à circulação de pessoas e bens, a economia do enclave está devastada e incapaz de absorver os milhares de graduados qualificados que entram no mercado de trabalho a cada ano. Gaza sofre com uma das mais elevadas taxas de desemprego do mundo, de acordo com o Banco Mundial. Enquanto a taxa média de desemprego está atualmente em 41,6%, a maior taxa é registrada entre os jovens refugiados do sexo feminino com 71,2%, de acordo com o Escritório Central de Estatísticas Palestino. Considerando estas taxas, as perspectivas para a juventude de Gaza são desestimulantes, mas as 336 jovens licenciadas da YWLP não vão desistir.

Asma foi uma das organizadoras da cerimônia de graduação e ela estava orgulhosa de ter feito o seu discurso de formatura em inglês. “De alguma forma eu estava privada de desfrutar da minha cerimônia de formatura na universidade, e isso me deixou triste, porque eu sempre quis saber como é a sensação de celebrar o seu próprio sucesso. É por isso que insisti em fazer o meu discurso em Inglês, porque eu queria saber como é se sentir um líder, e estou feliz com esta decisão”, comentou. “Depois de terminar a formação de três meses, eu me sinto como uma nova pessoa. Minha autoestima aumentou e meu envolvimento e compreensão da comunidade de Gaza mudou. Agora eu posso decidir por mim mesma”, acrescentou Asma, orgulhosa.

Desde o lançamento do YWLP, em 2011, o programa já graduou 3124 jovens mulheres. O propósito do programa não é só o desenvolvimento profissional das jovens mulheres, mas também aumentar a posição delas na comunidade e em suas casas, ajudando-as a ganharem autoconfiança.