UNRWA condena violência contra palestinos em territórios ocupados por forças israelenses

15 de outubro de 2015

Durante manifestações em Gaza, 186 palestinos ficaram feridos e outros nove foram mortos, entre eles, três crianças. Em Belém, um refugiado de 13 anos foi morto por disparos ao lado de escritório da ONU.

Em pronunciamento na última segunda-feira (12), a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) condenou a escalada de violência contra palestinos em territórios ocupados por forças israelenses, em Jerusalém Oriental e em Israel.

Nove palestinos foram mortos, entre eles, três crianças, e ao menos 180 ficaram feridos durante manifestações em Gaza. Uma mulher grávida e outra criança também foram mortas após o desabamento de uma casa provocado pelo impacto de ataques israelenses na região onde ocorriam os protestos.

Na Cisjordânia, estimativas da UNRWA indicam que 180 pessoas foram agredidas durante incursões de forças israelenses a campos de refugiados. Cerca de 20 crianças estariam entre os feridos, dos quais 50 foram atingidos por disparos. A Agência das Nações Unidas já registrou 45 invasões das forças israelenses a campos de refugiados, onde muitos foram mortos baleados, incluindo uma criança.

Em Belém, também num campo de refugiados, um adolescente de 13 anos que frequentava uma escola da UNRWA foi morto por soldados israelenses na semana passada. As investigações apontam que o episódio teria ocorrido ao lado do escritório da Agência.