Estados Unidos doam 21,1 milhões de dólares adicionais para levar ajuda humanitária aos refugiados da Palestina afetados pela crise na Síria

23 de novembro de 2015

O Estados Unidos contribuíram com 21,1 milhões de dólares para apoiar os esforços da UNRWA em responder às necessidades humanitárias dos refugiados da Palestina vindos da Síria na região. Os EUA são o maior doador bilateral da UNRWA: com sua última doação, o total da contribução norte-americana ao Apelo Emergencial da Síria chega a quase 97,5 milhões.

“A atual crise na Síria continua a provocar um impacto devastador nas vidas dos civis, incluindo refugiados da Palestina. Aqueles que ainda vivem na Síria estão lidando com condições desumanas, enquanto aqueles que fugiram aos países vizinhos deixaram para trás seus lares e comunidades,” disse o Comissário-Geral da UNRWA Pierre Krähenbühl. “Expresso meus sinceros agradecimentos aos Estados Unidos pela sua generosa doação, que nos ajudará a suprir as necessidades básicas dos refugiados da Palestina vindos da Síria na região e garantir que mais possa ser feito para preservar sua dignidade e direitos diante dos enormes desafios que eles enfrentam.

“As organizações humanitárias das Nações Unidas simplesmente não possuem os recursos necessários para responder às múltiplas crises humanitárias mundiais, incluindo a da Síria e dos países vizinhos,” disse o Subsecretário Adjunto do Escritório Norte-Americano de População, Refugiados e Migração, Simon Henshaw. “Nosso apoio ao Apelo Emergencial da UNRWA para a Síria ajudará a Agência e os refugiados da Palestina em um momento crítico – com a chegada do inverno, a ajuda humanitária aos refugiados da Palestina vindos da Síria será vital. Ainda sim, para lidar com a magnitude das crises que estamos enfrentando, nós também precisamos que outras nações contribuam e pedimos que o façam urgentemente.”

Da contribuição total, mais de 19 milhões de dólares serão destinados a atividades humanitárias da UNRWA dentro da Síria, onde mais de 95% dos 480 mil refugiados da Palestina dependem da UNRWA para atender às suas necessidades básicas diárias. Além de ajudar a UNRWA a continuar suas operações na Síria – mantendo clínicas e escolas funcionando – a contribuição dos EUA permitirá que a UNRWA financie um novo ciclo de assistência monetária em 2015, o que teria sido impossível sem esse apoio adicional. A assistência monetária ajuda os refugiados da Palestina a suprirem suas necessidades básicas de alimentação e moradia. Dois milhões adicionais apoiarão a resposta da Agência à crise regional da Síria no Líbano, onde refugiados da Palestina vindos da Síria enfrentam a restrição de acesso às oportunidades de emprego e serviços públicos e onde a assitência monetária da UNRWA representa a principal fonte de renda para 98% dos 45 mil refugiados da Palestina vindos da Síria no país.

Desde o início do conflito armado na Síria, os Estados Unidos contribuíram com mais de 280 milhões de dólares para apoiar os esforços da UNRWA na contínua crise regional, representando a maior contribuição feita por um único doador. Os EUA contribuíram com mais de 380 milhões de dólares para as necessidades gerais da UNRWA em 2015, incluindo 165 milhões para apoiar os principais programas e serviços que contribuem significativamente para manter as escolas da UNRWA funcionando, as clínicas de saúde abertas e para fornecer assistência e serviços sociais para os refugiados da Palestina atendidos pela Agência.

Em 2015, a UNRWA lançou um Apelo Emergencial para a Síria de 415 milhões de dólares, necessários para atender às necessidades básicas dos refugiados da Palestina afetados pela crise. Até o momento, a comunidade internacional comprometeu-se a contribuir com 207 milhões de dólares, que representam 49% do valor total pedido.