Gaza

Gaza-large[1]Há cerca de 1,2 milhão de refugiados da Palestina em Gaza, o que corresponde a 83 % da população dessa região. Na última década, a situação socioeconômica desses refugiados piorou em consequência de anos de ocupação, de conflito e do bloqueio à região, que deixaram a grande maioria da população completamente dependente da ajuda internacional.

Desafios recorrentes

O bloqueio à Faixa de Gaza, iniciado em junho de 2007, teve efeitos catastróficos em setores chave da sociedade. O crescimento econômico e desenvolvimento ficaram atrofiados por causa dos rigorosos limites impostos para a importação de matéria prima, enquanto as exportações correspondem a somente 3% das taxas anteriores ao bloqueio. Gaza também enfrenta uma situação crescente de insegurança alimentar e de pobreza, além de uma das taxas mais altas de desemprego do mundo.

Educação

Nossa prioridade na Faixa de Gaza é a educação de 220 mil crianças refugiadas, matriculadas em nossas 234 escolas. Por meio de um currículo escolar dedicado aos direitos humanos, baseado na Declaração Universal dos Direitos Humanos, e também da nossa iniciativa “Respeito e Disciplina”, as crianças das escolas da UNRWA adquirem não somente conhecimento dos seus direitos e responsabilidades em uma comunidade global, mas também os praticam diariamente.

Reconstruindo a infraestrutura

Depois da devastação da Guerra na Faixa de Gaza em 2008-2009, continuamos a reconstruir casas e outras edificações com os recursos arrecadados em resposta ao Apelo Emergencial. Ao promover a recuperação econômica e da infraestrutura educacional, e atendendo às necessidades de longo prazo para o desenvolvimento dos refugiados da Palestina, estamos juntos trabalhando para reconstruir a Faixa de Gaza.